Notícias


21 de setembro de 2022

Guedes diz que reforma tributária é a mais importante a ser feita para o governo

Segundo o ministro da economia, a proposta já foi aprovada pela Câmara, mas está parada no Senado

 

Na última segunda-feira (19), o ministro da Economia, Paulo Guedes, afirmou em entrevista a uma rádio, que a reforma tributária é a mais importante para o governo.

Guedes foi perguntado também sobre qual privatização seria a prioritária em um possível segundo mandato do presidente Jair Bolsonaro (PL), mas não respondeu sobre.

“Você pergunta qual a mais importante, eu considero a tributária. Nós estamos tentando uma reforma tributária em parte, porque reduzimos impostos sobre combustíveis, sobre telecomunicações, sobre transportes, sobre o setor elétrico, que são impostos indireto”, afirmou o ministro.

O ministro da economia completou ainda que os impostos sobre a folha de pagamento são “armas de destruição em massa de empregos”. O ministro atribui a alta carga tributária trabalhista a existência dos 38 milhões de invisíveis durante a pandemia, que levaram o governo a criar o auxílio emergencial.

“Eram pessoas que vendiam coisas nos sinais, vendiam garrafas de água nos jogos de futebol e, de repente, essas atividades acabaram e surgiram 38 milhões de invisíveis brasileiros, que trabalham, acordam cedo. Esses impostos perversos nós temos que eliminar”, destacou Guedes.

Guedes finalizou reafirmando que o Brasil tem uma dinâmica própria de crescimento e, mesmo que a economia global enfrente uma recessão no ano que vem, o país não deve ser afetado.

“Nós temos condições de crescer 3% de novo, daí pra frente, em dois, três, quatro ou cinco anos, tranquilamente, se nós seguirmos com a nossa agenda de transição para uma economia de mercado de consumo de massa”, disse o ministro.

Banco Central

Para Guedes, o Banco Central errou ao falar “o tempo inteiro” no ano passado que havia risco fiscal no país, argumentando que falhas da autoridade monetária teriam ocorrido por erros e não por militância.

Segundo o ministro, o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, é muito competente, mas estava falando sobre o quadro fiscal “enquanto eu estava preocupado com o monetário”.

Em entrevista à Rádio Guaíba, Guedes também afirmou que o governo fará “a despedalada final” no Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) nesta semana, mencionando que o banco de fomento tem que devolver de 80 a 90 bilhões de reais ao Tesouro Nacional.

IPI

O ministro da economia voltou a afirmar também que um dos objetivos do governo é o de acabar com o Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI). Segundo ele, os impostos sobre a agroindústria também devem ser reduzidos.

No entanto, Guedes não detalhou quais serão reduzidos e quando isso deve ocorrer.

Carteira verde e amarela

O ministro da economia voltou a defender a criação da carteira de trabalho verde e amarela, com redução de encargos para a contratação de trabalhadores. Essa proposta foi enviada ao Congresso e rejeitada pelos parlamentares.

“Nenhum governo transferiu mais recursos para os mais frágeis. Fizemos a maior redução de pobreza dos últimos 40 anos”, disse o ministro.

Críticas aos analistas do mercado financeiro

Guedes voltou a declarar que os analistas que têm errado as projeções para a economia brasileira também têm feito previsões catastróficas para o país em 2023.

“Nós mudamos a dinâmica de crescimento da economia brasileira. Com concessões e privatizações, já existe um novo eixo para a economia. Temos R$ 900 bilhões de investimentos contratados para os próximos dez anos”.

O ministro ainda insistiu que “quem previa recessão em 2022 já fez 10 revisões de crescimento do PIB para cima. Alguns militantes estão só fazendo a ‘rolagem da desgraça’ para 2023. Dependendo do resultado da eleição, pode ser que a desgraça dê certo”.

Reforma administrativa

O ministro da economia voltou a afirmar que o governo realizou uma reforma administrativa invisível, com 40 mil funcionários a menos e, sem a concessão de reajustes salariais para os servidores durante a pandemia.

Na avaliação dele, as mudanças no RH do Estado contam com “todo o apoio” do funcionalismo.

“Os servidores públicos no Brasil acumularam reajustes com aumento real de 50% nos últimos 17 anos. Pedimos para eles nos ajudarem sem a concessão de reajustes durante a pandemia já que estavam trabalhando em casa, no home office. A reforma administrativa tem todo o apoio do funcionalismo que conversa com a gente”, disse.

O ministro também voltou a declarar que a mudança na legislação tributária é a mais importante das reformas. Ele afirmou que a proposta tem competência para aumentar o potencial de crescimento da economia, com mais eficiência e tributando os mais ricos.

Devolução do BNDES ao Tesouro

Guedes voltou a cobrar que o BNDES faça uma devolução final, até o fim desta semana, de R$ 90 bilhões à União. Na agenda dele, constava ainda nesta terça-feira (20) uma reunião com o presidente da instituição, Gustavo Montezano, às 15h.

O ministro da economia tem dito publicamente que dos R$ 500 bilhões aportados pelos governos petistas no banco público, R$ 410 bilhões foram devolvidos e ainda faltam R$ 90 bilhões.

“Vamos usar esse dinheiro do BNDES para reduzir a dívida pública. Com a devolução final pelo BNDES, a relação entre a dívida pública e o PIB volta para um patamar de quando chegamos aqui”, disse o ministro.

 

Com informações da Reuters e Estadão Conteúdo

 

Fonte: Portal Contábeis

Aniversariantes do mês


outubro 2022

  • 01 MARIA IRAMA CARDOZO PIRES
  • 01 JOSE BILRO MACHADO
  • 01 MARCOS ANTONIO DA COSTA
  • 01 CLEA CAMPELO REVOREDO
  • 02 ANTONIO EDIVALDO DE SOUZA RIBEIRO
  • 02 MARIA CICERA GOMES DE LIMA
  • 02 MARIA RAMOS TEIXEIRA SOUZA
  • 03 MARCOS ANTONIO DA COSTA SILVA
  • 03 ORNILA DE OLVEIRA DIAS
  • 03 JORGE GOMES DE VASCONCELOS
  • 03 IVANILDA BERNARDINO DE OLIVEIRA
  • 04 CIRO UCHOA AZEVEDO DE ARAUJO
  • 05 MARIA FLORENCIA CHAVES DANTAS BARRETTO
  • 05 MARIA DORIENE DA SILVA MAIA
  • 05 MAGNA MARIA DIOGENES
  • 05 EDMILSON ALVES MIRANDA
  • 05 MARIA CELIA DA NOBREGA GUERRA
  • 05 TARCISIO GADELHA FERNANDES
  • 05 ANTONIO FRANCISCO VIEIRA CARVALHO
  • 05 ADRIANO ALMEIDA RODRIGUES
  • 06 ALYNE DE OLIVEIRA BAUTISTA
  • 07 AUREO TAVARES DE ARAUJO FILHO
  • 08 SONIA CAMARGO
  • 08 ROGERIO GARCIA DANTAS
  • 09 JOSE HELIO SOARES DA SILVA
  • 09 FRANCISCO GILMAR FONSECA DE FARIAS
  • 09 MAICON EVANDRO DE OLIVEIRA CRUZ
  • 10 LEVI GOMES
  • 11 LUILSON NUNES DE ALMEIDA
  • 11 MARIA APARECIDA BANDEIRA
  • 11 CLAUDIVINO MACARIO DE OLIVEIRA
  • 12 ROSANGELA HOLANDA DE OLIVEIRA
  • 13 ANA MARIA DE FARIAS
  • 14 MARIA DE LOURDES VIDAL DE NEGREIROS
  • 14 JADSON LUIZ UMBELINO DE FARIAS
  • 15 ELITA EDITE XIMENES
  • 15 ODACYR MEDEIROS DE AGUIAR
  • 15 CLAUDENER RENATO FERNANDES DOS SANTOS
  • 15 GUACY DO LAGO MOURA
  • 15 MARIA ILZA BEZERRA BARBALHO DE MEDEIROS
  • 15 HERLON EMANUEL RAMOS PAIVA
  • 16 RENIO PALMEIRA DE ARAUJO
  • 16 EDDIE NEYDSON SARAIVA FEIJO
  • 18 GILDEMAR AZEVEDO BARACHO
  • 18 ENILDO ALVES GAMA
  • 18 MARTA MARIA FAGUNDES GALVAO
  • 18 CASSIA MARIA DE SOUSA
  • 18 ANAILDA PEREIRA DE ARAUJO
  • 18 RANIERY ALVES DE OLIVEIRA
  • 19 MARYSE MASSENA MISIEC
  • 21 OSCAR CAFE FREIRE
  • 21 MOISES MATTOS DA CONCEIÇAO
  • 21 TEREZINHA LINS CALDAS
  • 23 CAERLITA LUCENA DE FREITAS
  • 23 SEBASTIAO CASSIS DA SILVA
  • 23 EDNALDO BARBOSA DE SOUZA
  • 23 JOSILENE MACIEL DA SILVA FERNANDES
  • 23 HILTON PAIVA DE MACEDO
  • 23 EDSON SEABRA TERCEIRO
  • 24 SERGIO BENE FLORENCIO
  • 24 ECILDA BATISTA DE AZEVEDO
  • 25 ALEXANDRE LUIZ ARAUJO DE SA
  • 25 MARIA LUIZA CAMARA ALMEIDA
  • 25 ANTONIO MAIRTON M DE OLIVEIRA FILHO
  • 25 GEORGE CHRISTIAN BASILIO THÓ
  • 25 MANOEL SABINO FILHO
  • 26 FRANCISCA CANINDE SMITH
  • 26 SIDNEY PAULA TORQUATO
  • 27 FRANCISCO SILVA DE SOUSA
  • 27 JUAN DARBY DE OLIVEIRA MACIEL
  • 28 MARIA ELISABETE DANTAS DE OLIVEIRA
  • 28 MARLI ARAUJO DE BARROS
  • 28 MARIA WILMA MORAIS DE OLIVEIRA
  • 28 JAIRO MARANHAO JUNIOR
  • 28 MARIA BARROS DA CAMARA AZEVEDO
  • 28 ENY BEZERRA DA CRUZ SOUZA
  • 28 JOSEBERTO MACIEL TEIXEIRA
  • 28 MARIA DALVA ANISIA VIANA
  • 28 ANA EMILIA BEZERRA DE FARIAS
  • 29 UBIRAJARA DE MACEDO VIRGINIO
  • 29 RICARDO HENRIQUE DA FONSECA RODRIGUES
  • 29 JOAO NETO BARBOSA
  • 29 SILVIO CESAR RODRIGUES
  • 30 MARCOS ANTONIO CASSIANO DA SILVA
  • 31 CREUZA DE LIMA SILVA PEREIRA
  • 31 JOSE RINALDO FIUZA LIMA
  • 31 BARTOLOMEU DE SOUZA ALMEIDA
  • 31 ROQUE AFONSO DA CUNHA

instagram